sexta-feira, 30 de julho de 2010

Hidropônicos ou Orgânicos?

Para vocês entederem melhor qual é a grande diferença entre cultivo de alimentos orgânicos e de alimentos hidropônicos, vamos colocar suas definições. Avaliem, reflitam, busquem mais, e façam a melhor escolha para sua saúde.

Se você está aqui, isso pode significar que você está na busca de uma vida mais saudável e melhor, com mais energia e saúde. Antes de tudo, eu quero te dar uma notícia boa que vai ajudar você a melhorar sua alimentação e seu estilo de vida. Minhas Aulas de Culinária, finalmente, estão disponíveis no formato Online! :) É só clicar AQUI para saber mais detalhes.

E antes de prosseguir com este artigo, eu sugiro que você deixe aberto no seu navegador mais dois outros artigos. É só clicar em cima do nome do artigo. O primeiro deles é sobre o Sistema Linfático e o segundo é sobre a Industria Alimentícia. Leia-os e deixe-me saber do que acharam.

"O QUE É HIDROPONIA E COMO FUNCIONA?




As plantas são cultivadas em perfis específicos, 80 cm acima do solo, por onde circula uma solução nutritiva composta de água pura e de nutrientes dissolvidos de forma balanceada(1), de acordo com a necessidade de cada espécie vegetal. Esses perfis provêm o meio de sustentação para as plantas, sem necessidade de pedrinhas ou areia. A solução nutritiva tem um controle rigoroso (2) para manter suas características.


QUAIS AS "VANTAGENS" DA HIDROPONIA?

O produto final (3) cultivado em hidroponia é de qualidade superior, com aproveitamento total, pois é cultivado em estufa protegida e limpa, livre das variações do clima, dos insetos, animais e outros parasitas que vivem no solo (4) . Na hidroponia os nutrientes são balanceados diariamente, conforme a necessidade do cultivo, fazendo com que as plantas recebam durante todo seu ciclo de crescimento, as quantidades ideais de nutrientes. "

Agora, vou fazer meus comentários sobre essa definição. Eu grifei de vermelho o que eu acho mais absurdo e que deve ser levado em consideração para uma BOA e ATENTA reflexão. Por favor, sigam-me... :-)

(1): Essa citação de começo, já é totalmente anti-natural. Percebam bem, as plantas são crescidas e cultivadas 80 cm ACIMA DO SOLO !!! Cadê o contato com a terra?
E ainda é cultivado com água PURA e com nutrientes DISSOLVIDOS de forma BALANCEADA. Peraí? Nutrientes dissolvidos de forma balanceada? Eu acho que essa mãozinha do bicho-homem está arrogante demais, vocês não acham? Bom, continuando...

(2) Vamos para o segundo absurdo: CONTROLE RIGOROSO! Quer dizer, normal né, o bicho-homem adora ter o controle de tudo... mas, será mesmo normal querer ter o controle de tudo? Por que não FLUIR com a natureza, olhar pra ela, percebê-la, entendê-la de forma que não precise haver CONTROLE e sim COOPERAÇÃO na manuntenção do cultivo de alimentos. (mas pra frente iremos entender melhor esta questão, aguarde.)

(3) Olhem bem como tratam o seu alimento: como um PRODUTO final. Peraí, alimento não é produto e nem deveria ser visto como tal. Não deveríamos tratar o que nos NUTRI, o que nos AMA, o que nos alimenta, como uma mercadoria que pode ser CONTROLADA RIGOROSAMENTE, cultivada FORA DO SOLO (da nossa Mãe Terra) etc... Estamos falando do nosso alimento, aquele que nos nutri mais do que só nos alimenta, daquele que faz parte de todo um ciclo realizado por diversos animais, daquele que precisa da luz solar, da luz da lua e da brisa do dia-a-dia... Esse bicho-homem...

(4) Olha que coragem que essa empresa teve em escrever uma coisa dessas! :-) Temos que rir pra não chorar... quer dizer então eles consideram os alimentos hidropônicos como sendo de qualidade superior pois estão PROTEGIDOS dos animais e insetos que são EXTREMAMENTE necessários e importantes para a composição dos nutrientes essenciais dos alimentos; estão protegidos das VARIAÇÕES DO CLIMA (meu deus!)... quer dizer, as variações do clima são NATURAIS e esseciais para a manuntenção e diversidade de acontecimentos que modificam, melhoram, aquele tal alimento que ali está sendo cultivado NATURALMENTE. Ele não precisa desta proteção, e sim de um jeito natural de maximizar o cultivo dos alimentos na terra, e minimizar alguma bagunça, parasita, doenças ou qualquer outra coisa que possa destruir uma plantação. Mas, mais adiante, como já mencionei acima, entenderemos melhor essa questão de equilíbrio JUNTO com a natureza.
Essa mentalidade de proteger, de envolver as coisas, alimentos ou pessoas em uma BOLHA TRANSPARENTE para que nada possa acontecer, é pura falta de um olhar para dentro, para Si, para a sua natureza interior que sabe que não precisa disso, e que isso só te faz ficar frágil e des-protegido do mundo que o cerca. Como sabemos hoje, mais do que nunca, é importantíssimo deixar as crianças logo cedo botarem a mão na terra, e depois na boca etc para criarem anti-corpos que vão protegê-las. E esta forma de agir com as crianças, é a mesma forma que temos que agir com os nossos alimentos, não é mesmo?

Bom, depois dessa básica reflexão, vamos ao mais interessante...vamos falar dos orgânicos e explicá-los um pouco mais. Desta forma, ficará mais fácil de entender a diferença gritante entre hidroponia x cultivo orgânico.


"10 perguntas sobre produtos orgânicos




1. Qual é a semelhança entre produtos orgânicos e produtos hidropônicos?


Nenhuma. A agricultura orgânica e a hidroponia seguiram tendências opostas na agronomia. Os agricultores orgânicos procuram uma reaproximação da natureza, enquanto os hidropônicos optaram por um afastamento radical, com métodos tão antinaturais como a supressão do solo e a nutrição pela adição de nutrientes químicos solúveis à água. Os produtos hidropônicos podem receber tanto, ou mais, agrotóxicos quanto os produtos da agricultura convencional.

2. Frutos grandes e bonitos indicam o uso de agrotóxicos?

Não. O que determina o tamanho e a aparência de um fruto é, preponderantemente, sua genética. O fruto que recebe uma nutrição correspondente a suas necessidades vai desenvolver seu potencial genético. Muitas vezes frutos pequenos e tortos indicam plantas subnutridas. No sistema convencional podem indicar plantas intoxicadas por agrot óxicos.

3. Como saber se o produto que estou comprando é realmente orgânico?

Quem garante o produto orgânico são as certificadoras, órgãos não governamentais que realizam inspeções periódicas nos produtores e atestam que todas as normas estão sendo respeitadas. Portanto, o consumidor pode confiar nos produtos com o selo de uma das certificadoras idôneas que atuam no país.

4.Por que alguns agricultores usam agrotóxicos e outros não?

É importante dizer que os agricultores que usam agrotóxicos não são vilões, não o fazem por mal, mas foram vítimas da campanha que as multinacionais, juntamente com os governos, orquestraram para criar uma dependência dos agricultores em relação à indústria. Por décadas os governos emprestavam dinheiro (com juros subsidiados) para os agricultores, desde que este dinheiro fosse gasto com agroquímicos industriais. As instituições de pesquisa, incluindo as universidades, tiveram e ainda têm suas pesquisas financiadas pela indústria química. Poucos agricultores em todo o mundo conseguiram ficar fora desta onda. Entretanto, constatou-se que esta forma de plantar provoca diversos tipos de doenças (entre as quais o câncer); contamina as águas subterrâneas, os rios e os lagos; contamina e destrói a fertilidade dos solos e provoca outros males. Foi então, que teve início a valorização daqueles que aplicam uma agricultura que respeita a natureza.

5. Por que os produtos orgânicos custam tão caro?

Nesta pergunta está embutido o preço dos produtos convencionais como parâmetro. Na verdade, os preços dos produtos convencionais oscilam bastante em função da oferta e da procura. Já os produtos orgânicos seguem preços de tabela mais estáveis. Há momentos em que o preço dos convencionais ultrapassa bastante o dos orgânicos. Há, porém, dois fatores importantes para elucidar a questão. Em primeiro lugar, os produtos convencionais são muitas vezes vendidos a preços inferiores aos custos de produção, com conseqüências desastrosas para os agricultores e para toda a sociedade. O segundo fator diz respeito aos preços nos supermercados. Por alguma razão que só os supermercadistas podem explicar, os produtos orgânicos estão entre os itens que contêm as maiores margens de lucro para estas lojas.

6. Quais são os alimentos convencionais mais contaminados por agrotóxicos?

O grande problema da agricultura convencional é que não sabemos o que estamos comendo. Tanto podemos estar comendo um alimento não contaminado, como podemos estar comendo substâncias altamente nocivas à saúde. Qualquer alimento convencional pode estar gravemente contaminado.

7. Existem técnicas seguras para descontaminar um alimento convencional?

Não. A única técnica segura de descontaminação ocorre em relação a coliformes, quando deixamos os alimentos de molho em cloro ou vinagre. Entretanto, quanto aos agrotóxicos não há nenhuma segurança. Não adianta retirar a casca, nem supor que os tubérculos, por estarem embaixo do solo, estão seguros. Alguns dos agrotóxicos mais perigosos são sistêmicos e estão na seiva de toda a planta.

8. Frutas e hortaliças orgânicas também precisam ser lavadas?

Sim. Higiene não tem nada a ver com contaminação por agrotóxicos. Os produtos orgânicos, principalmente aqueles que são consumidos crus, foram manipulados, armazenados e devem receber os mesmos cuidados higiênicos como qualquer outro.

9. Para que servem as estufas na agricultura orgânica?

Basicamente, as estufas seguram os raios solares aumentando o efeito sobre os vegetais. Vale lembrar, que os raios solares são a principal fonte energética dos vegetais, para o processo de fotossíntese. Na agricultura orgânica existem ainda outras razões para o uso de estufas. Por ser um ambiente controlado, podemos manter, dentro da estufa, as melhores condições de conforto ambiental (temperatura, umidade do ar e vento) para as plantas, aumentando sua resistência natural às pragas e às doenças.

10. O que é adubação verde e para que serve?

A adubação verde é o plantio de diversas espécies vegetais intercalado ou concomitante às culturas comerciais. Com a adubação verde a agricultura orgânica procura imitar o que ocorre nas florestas naturais: diversificar os tipos de vegetação no solo, diversificar os tipos de microrganismos no solo, adicionar matéria orgânica ao solo, interromper o ciclo de pragas e doenças etc."

Fonte: E-campo orgânicos e meio ambiente.

Então, meus queridos, quis postar essas dez perguntas e respostas sobre os alimentos orgânicos, pois achei de grande valor esta informação, e que fica claro que a grande diferença entre os alimentos orgânicos e os alimentos hidropônicos está no SIMPLES fato que a hidroponia é COMERCIAL (ela é feita de uma maneira, que não há nunca problema de falta, de abastecimento para os supermercados etc...é tão anti-natural, que o CONTROLE e manuntenção sobre a natureza é tão grande que não "há" problema e nem receio de faltar alimento...quer dizer, não há respeito.
A terra tem sua fundamental importância e não pode ser tão controlada e balanceada como o bicho-homem quer. Temos que cooperar com ela. Percebê-la como uma inteligência suprema e que nos proporciona a sabedoria, no simples olhar fluído, no olhar sereno, no olhar de compaixão e gratidão por tamanha riqueza e abundância. É um respeito pela nossa Mãe Terra. Acho que hoje, mais do que nunca, precisamos re-viver esse respeito. A arrogância do bicho-homem já deu, já tá ultrapassado...temos que nos atualizar! :-) O contato com a terra e com os alimentos que nela dão nos trarão sempre mais saúde, energia e equilíbrio...e sabe por quê? Porque respeitamos todo o processo de germinação, crescimento, florescimento, amadurecimento que os alimentos passam, para então colhermos o que ela nos dá no tempo DELA, no tempo CERTO. Essa espera, essa paciência é uma sabedoria.

E como eu priorizo a SIMPLICIDADE, o NATURAL, e o respeito com todos os seres vivos que tem sua importância na manuntenção da vida como um todo, então não poderia aceitar e compactuar com um cultivo tão anti-natural como é a hidroponia. Me perdoem pela franqueza, mas é isto que acredito.
Reflitam... e façam a melhor escolha ;-)

Gostaram do artigo? Deixem um comentário!


Um grande beijo e até a próxima postagem!

Malu

16 comentários:

Ninno Biomassa disse...

Malu!
ótima postagem, parabéns!!
simplicidade, respeito e conhecimento, é um tripé que não pode faltar em nada que fazemos... e a hidroponia é exatamento o contrário disso tudo, chega a ser nefasta até, pois leva o rótulo de natural e saudável, quando na verdade é anti-natural e nada saudável!
obrigado pelas informações!
abjs!
RafaelNinno

Thiago Souza disse...

Não há dúvidas que o ideal seja os orgânicos. Protegem a planta da natureza e a coloca junto a adubo "químico" em forma líquida, o que é um tanto contraditório. Ótima postagem.

Anônimo disse...

Quem me dera ter acesso a alimentos orgânicos com facilidade comercial. Interior não tem mto, falta principalmente verduras e legumes. Mas em compensação sempre tem aquele pézinho de goiaba, mexirica, laranja, jabuticaba, mamão, amora, caqui, nêspera e outras...
Super beijo Malu.
Vc é encantadora!!!
Gui

Wojciech disse...

Malu, obrigado por outro excelente artigo :-)

André disse...

Comparar é olhar os dois lados da moeda, aspectos positivos e negativos... de maneira imparcial...
pensou na economia de água? na contaminação pelo solo de verminoses comuns que atingem grande parte do Brasil? na produção de hortaliças saudaveis em pequena escala nas grandes cidades? hortas verticais em apartamentos? ausencia de pesticidas? comida o ano inteiro a baixo custo ambiental? aproveitamento de espaço? maior massa foliar por planta? lamentável.

Malu Paes Leme disse...

André,

acredito que a comparação muitas vezes possa ser injusta, porém neste caso acredito que ela seja válida e necessária.
Os pontos que colocou continuam sendo, ao meu ver, muito ANTI-NATURAIS. Contaminação só acontece em um solo mal cuidado. Hortas em apartamentos, é possivel que seja plantada em terra sim - é só saber otimizar o espaço.
Ausência de pesticidas, mas adição de nutrientes isolados e outras químicas...!
Comida o ano inteiro a baixo custo ambiental? Que mania é essa de querer manipular a natureza...temos que agir JUNTO dela e não SOBRE ela. Para termos comida o ano inteiro temos que olhar para ela e enxergar suas necessidades e mudanças naturais, e então trabalhar COM ela. ;-)

Lamentável é continuarmos querendo COMANDAR a nossa Mãe, que tudo nos dá e só pede para que olhemos com cuidado para ela para, assim, conseguirmos nos manter em paz e harmonia.

Beijos,

Malu

Pituca Supertramp. disse...

Esclarecedor!

Abraços,
Pituca.

holocaos disse...

concordo com tudo mas acho que nao é necessario um ponto de vista tao hippie, respeito, bicho homem...

o fato de a planta ficar longe da terra nao acho nada de tao anormal .. existem ate plantas que se fixam acima da agua nao é ?

de qualquer maneira o artigo e as 10 perguntas sao muito boas e esclarecedoras sobre as principais diferenças - e o assunto é muito importante mas e tbm importante focar nas diferenças realmente

falar com muito drama que o alimento hidroponico é produzido em "estufa protegida e limpa, livre das variações do clima, dos insetos, animais e outros parasitas que vivem no solo" como se isso fosse ruim, porem logo mais abaixo no mesmo artigo voce fala sobre os alimentos organicos "Na agricultura orgânica existem ainda outras razões para o uso de estufas. Por ser um ambiente controlado, podemos manter, dentro da estufa, as melhores condições de conforto ambiental (temperatura, umidade do ar e vento) para as plantas, aumentando sua resistência natural às pragas e às doenças." me pareceu uma critica desnecessaria e contraditoria sendo que ambos utilizam estufam, tanto os hidroponicos qto os organicos.. fora isso, mto bom o texto mesmo parabens por levantar o assunto a discussao !

pazzz

Anônimo disse...

Malu, parabens pela postagem, sempre comprei no mercado, mas não sabia como era o cultivo... Fiz uma pequena horta no meu quintal, e é muito diveitido interagir com meu fiho de 3 anos, ele está até comendo salada agora, a mesma que ele ajudou a plantar... beijos Marcia.

Anônimo disse...

entendo pouco do assunto mas na pequena pesquisa que fiz achei sua abordagem ótima.


váleria

- Alex - disse...

-Parte 1/2-

Malu – Acabei achando seu artigo em meio a uma pesquisa sobre hidroponia. A medida que fui lendo, não pude deixar de perceber seu não tão discreto espírito de revolta quanto ao cultivo hidropônico, o que realmente seria trágico se não fosse tão cômico. Mas vamos as questões:
No tópico 1 e 2 você bate muito nessa questão do “controle rigoroso” que o “bicho-homem está arrogante” tentando dominar a Natureza. Bem, apenas pra relembrar um pouco da historia do “bicho-homem” – cerca de 10 mil anos atrás a agricultura tradicional nasceu e com ela surgiu o “controle rigoroso” do homem que deixou de ser tão nômade e “bicho” de uma certa forma. A Hidropônia, dessa forma, não passa de mais um método de cultivo de vegetais com outro nível de controle do cultivo tradicional.
No tópico 3 voce menciona “produto final” como se fosse o pior termo existente, uma ofensa ao pobre vegetal – LOL – ele estaria melhor se fosse visto como “resultado final”? “nossa ultima palavra em vitamina A, B ou C”? “nosso ultimo melanzinho da prateleira”? hahaha – “Produto Final” é apenas um termo, uma empresa não pode florir tanto o texto se quiser ser levada a sério e no mundo dos negócios isso é um tanto quanto inevitável.
Tópico 4 – mal sei por onde começar – você menciona que os alimentos cultivados deveriam estar, todos, o mais longe possíveis de estufas ou qualquer proteção do sol excessivo ou chuva, ou geada ou insetos ou pássaros ou sabe-se la mais o que, para que os alimentos possam se (auto)melhorar e modificar (como se a laranja fosse criar uma casca de metal - hahaha), tudo isso a troco de “deixar a natureza seguir do jeito que sempre foi sem interferência do homem?”.Tudo bem, sò um minuto que eu tenho que informar o pessoal local aqui pra tocarem seus livros, materiais e conhecimentos fora, a respeito de hidroponia e agricultura tradicional.
---------------------
Vamos as perguntas e respostas postadas:
1 – “Qual é a semelhança entre produtos orgânicos e produtos hidropônicos? Nenhuma.” Essa questão està certa, não tem diferença pois os produtos hidropônicos são orgânicos (tendo como definição que produtos orgânicos são aqueles cultivados sem nenhum tipo de pesticida ou “defensivos” como a industria adora falar). Pelo fato de serem cultivados em estufas, não existe motivo para serem pulverizados, logo, cultivos hidropônicos são orgânicos.
4.”Por que alguns agricultores usam agrotóxicos e outros não?”
Muito bem explicada essa questão, parabéns.
---------------------
Em relação a afirmação que a hidroponia é COMERCIAL somente (isto é, apenas pessoas jurídicas tem o controle dela para abastecer revendedoras) – isso seria o mesmo que dizer que 1) a AGRICULTURA local tb é COMERCIAL pois ela tb abastece locais de revenda e 2) que nem eu, nem você nem ninguém pode ter uma hortinha em casa ou um sistema hidropônico particular pois estes são COMERCIAL (ilegais para pessoas físicas).

Continua na Parte 2

- Alex - disse...

Continua na Parte 2

-Parte 2/2-

Por fim, falaremos no abominável “cultivo tão anti-natural como é a hidroponia.” – WOW – que frase de impacto – que nos perdoem por consumir vegetais que crescem ao retirarem os nutrientes naturais da água. Juro nunca mais colocar um agrião da água em meu prato. E quanto aos malévolos nutrientes químicos nucleares cancerígenos colocados na água - Hahaha – que não passam dos mesmos que estão na terra, mas são extraídos dela para serem colocados na água – tão químico quanto um grão de sal que “ao ser colocado na água se transforma em um sal mutante cancerígena” – haja imaginação para falar isso dos nutrientes usados na hidroponia minha cara. – hahaha – Imagine a cena desses fanáticos, a 10 mil anos atrás, dizendo que a agricultura tradicional é algo anti divino, pelo simples fato de um homem espalhar sementes na terra. Que apenas o deus da época poderia plantar e nòs poderíamos colher o que nos foi oferecido pela natureza e assim que os recursos locais acabassem que deveríamos mudar de lugar, como foi feito por incontáveis anos antes da agricultura tradicional. Agora nos vemos na mesma situação, mas com a hidroponia ou aquaponia ou qualquer outro tipo de cultivo “anti-cristo” da época moderna. Como tudo na vida, isso tb vai passar e talvez textos como esse nos façam rir no futuro.
Um grande abraço agrário e hidropônico a todos
:)
- Alex –
--------------------------------------
HOJE, temos a capacidade de gerar energia, alimentação, moradia, saúde e educação PARA TODOS nesse planeta e ao mesmo tempo ELIMINAR as crises econômicas, sociais e ambientais junto com a corrupção, a pobreza, o abuso de poder, o desemprego, a desigualdade social, as guerras e outros fatores que impedem a vida e sustentabilidade do planeta e de seus habitantes. Gostaria de saber mais a respeito? Visite: www.mzbr.com.br - Assista "Zeitgeist Addendum" aqui: http://www.youtube.com/watch?v=EewGMBOB4Gg e "Zeitgeist Moving Forward" aqui: http://www.youtube.com/watch?v=4Z9WVZddH9w

Genetica Molecular disse...

Rídiculo. Nesse artigo é dito que a hidroponia é "anti-natural". É surpreendente ignorância do autor. Sou Engenheiro Agonômo formado pela ESALQ-USP e tenho certeza de que essa matéria é altamente tendenciosa. Tanto a hidroponia quanto a agricultura orgânica são ótimas formas de obtermos alimentos saudáveis, livres de agrotóxicos e SUSTENTÁVEIS. A principal diferença entre está nos meios de produzir o vegetal. Na hidroponia ocorre que os mesmos nutrientes do solo são dissolvidos na em uma solução nutritiva que é distribuída por meio de canais e bombas dentro de uma estufa, ou seja, há um custo extra, porém inteligente uam vez que REDUZ MUITO(de fato, dizer que as plantas ficam imunes às doenças é exagero) a incidência de patógenos nas plantas. No Japão, um país realmente superior ao Brasil em muitos quesitos (culturais, tecnológicos e econômicos) a maior parte da agricultura praticada é hidropônica. Cheaga até o ponto onde eles são cultivados dentro de prédios, uma vez que não há necessecidade de solo e a luz é obtida atifircialmente. Fico realmente decepcionado com cada coisa que aparece na internet.

Malu Paes Leme disse...

Muito obrigada pelo comentário de vocês dois sobre seus pontos de vista.

Acredito que a hidroponia seja utilizada para momentos de escassez e outras necessidades maiores, mas não como base diária de uma alimentação natural. Esse post eu fiz já faz um tempo, e vamos sempre atualizando nossas idéias no passar dos anos. Eu continuo achando que a hidrôponia não é o método mais natural e nem deva ser utilizado diariamente, mas sim como alternativa em momentos de escassez.
Essa é a minha opinião. Cada um tem a sua, e tem todo direito de expô-la.

Novamente agradeço pelos comentários.

Bjs,

Malu

Vivi disse...

Olá Malu!

Com toda a certeza consumir alimentos orgânicos seria a melhor escolha, porém, você alguma vez já pensou na possibilidade de toda a agricultura virar orgânica??? parece maravilhoso não é?! pois bem...não é impossível, mas a que custo? não me refiro somente ao financeiro, apesar da fome existir não por falta de alimento mas falta de acesso ao mesmo, mas o ambiental também, você não deve conhecer muito de agricultura suponho....a baixa produtividade da agricultura orgânica nem sempre compensa, pode ser tão prejudicial ao meio ambiente quando o uso de agroquímicos, pois seria necessário amplas áreas para tal cultivo para suprir a demanda de alimentos, colocando em risco alguns biomas já escassos do nosso país, e outra e fundamental questão, algumas praticas utilizadas pela agricultura orgânica também são danosas a saúde humana e ao meio ambiente e mais do que você imagina, portanto, tente aprofunda um pouco mais seu conhecimento antes de julgar...
OBS: hidroponia é o cultivo sem solo, por isso você não conseguiu encontrar o solo na citação....hahahaha
E é uma forma intensiva de produzir alimentos com baixo impacto ambiental, menor custo, com ou sem o uso de agrotóxicos (depende da escolha do produtor, e outra a qualidade do produto depende diretamente do produtor, nem todos os produtos orgânicos mesmos os certificados são garantidos uma vez que a fiscalização é precária.

Paulo Costa disse...

Valeu, Malu! "Bicho-homem" sim! Lógico que a melhor maneira de produção de alimentos que naturalmente encontramos no solo é no solo. A hidroponia produz alimentos tão artificiais quanto os transgênicos, detestáveis!Concordo com tudo que você falou em gênero, número e grau!!!