sexta-feira, 1 de maio de 2009

A revolução da colher!

Caro leitor,
hoje decidi postar sobre uma Revolução que pode mudar tudo... A Revolução da Colher. É isso mesmo. Fiquei inspirada. Li e reli um artigo muito bom que tenho aqui em casa e vou trascrevê-lo para você.
Além de, abaixo dele, ter um comentário do ilustríssimo Arnaldo Jabor, falando sobre um dos GRANDES motivos do aquecimento global, de um forma objetiva, simples e com um final daqueles, de fazer você rir para não chorar. :-) Enjoy!

"E o que é a Revolução da Colher?

É uma proposta ousada, de mudança de paradigmas, de conceitos, de perspectivas pessoais e planetárias...
Com base na mudança da sua ALIMENTAÇÃO! Estranho? Nem tanto...acompanhe o raciocínio:

Desde que o mundo é mundo, a humanidade faz guerras e revoluções com armas. Nos últimos séculos, surgiram boas propostas no campo revolucionário : teóricos defenderam a possibilidade de se fazer a revolução por meio da política, da reformulação da economia e tudo o mais.

Nós, porém, temos razões de sobra para acreditar que a simples decisão de tirar a carne( de todos os tipos: frango, boi, porco, peixe!!!) do prato pode ser mais revolucionária do que disputar uma eleição, marchar pela paz ou se engajar em qualquer movimento político ou social:

1- A Revolução da Colher é diária, persistente e efetiva.

2- Ela traz resultados imediatos.

3- Dispensa o derramamento de sangue. Aliás, é o oposto disso!

4- Não oferece riscos.

5- Não impede que você atue em outras causas que lhe pareçam justas.

6- Permite a participação de qualquer pessoa: jovens, crianças, adultos, idosos, de qualquer classe social, cultura, religião, torcedores de qualquer time, pessoas de todas as nacionalidades...

7- É a resposta mais efetiva e imediata que você pode dar aos responsáveis pela degradação do meio ambiente.

Explicamos: a principal causa do desmatamento é o avanço dos pastos e das áreas de plantio de soja. Mais de 80% produzida no mundo é destinada a produção de ração para o gado, e 30 hectares de selva tropical são destruídas a cada ano pela ação predatória da indústria da carne. Em contrapartida, cada vegetariano ajuda a salvar 0,4 hectare de floresta por ano.

8- A indústria da carne polui mais do que qualquer outra. A cada segundo, ela despeja 125 toneladas de resíduos que contaminam os rios e a atmosfera. Entre os agentes tóxicos, produzidos, destacam-se os gases amoníaco, metano, dióxido de carbono, que contribuem para a deteriorização da camada de ozônio.

9- Para se obter 1kg de proteína animal, são consumidos 25 vezes mais recursos energéticos e naturais do que para produzir a mesma quantidade de proteína vegetal. Compare: para que um só hamburguer chegue às prateleiras dos supermercados, gasta-se a mesma quantidade de combustíveis fósseis que seriam necessários para coduzir um pequeno caroo durante 32km, ou água suficiente para 17 duchas.

10- Mais da metade da água consumida no mundo destina-se à irrigação de pastos e ao consumo do gado. Para produzir um quilo de carne, são necessários mais de 20.000 litros de água.

Pense bem! Cada vez que você se senta à mesa, é como se tomasse parte numa votação. Lembre-se: o consumo de carne tem implicações econômicas, políticas e sociais determinantes na atual situação mundial.

Política à mesa
"Aqueles que matam animais para comer sua carne tendem a massacrar a si próprios." Pitágoras

Você pode constatar que o consumo de carne está intrinsecamente ligado aos problemas ambientais e socioeconômicos do planeta. E nem sequer abordamos questões como a ética em relação aos outros seres vivos (25 BILHÕES de animais são abatidos anualmente) e os problemas de saúde associados a uma dieta rica em derivados de origem animal. Se os 6 bilhões de habitantes do planeta vivessem como um típico norte-americano de classe média, hoje já seriam necessários quase três planetas Terra para atenderem suas necessidades de consumo.

Por isso, nós, que acreditamos na Revolução da Colher, apostamos no caminho inverso: na conscientização. Pensar, saber, refletir, escolher - quem é capaz dessas ações tem o dom de transformar o mundo.

Porque, na verdade, perdemos por completo a noção de todas as etapas que antecedem a chegada dos alimentos à nossa mesa. Qualquer vestígio de razão e consciência foi arrancado de nosso prato. Parece que alguém se aproveitou da correria no mundo moderno e da nossa necessidade de fazer tudo com grande rapidez para roubar o que nos pertence : o direito de SABER! "






Por isso, meus queridos, se informem cada vez mais em busca de uma vida regada de SAÚDE mental, física, espiritual e AMBIENTAL! Até porque, toda a despoluição começa dentro de nós- do micro para o macro! :-)
Um beijo muito grande, mt luz, mt saúde e mt amor, sempre!

Malu





5 comentários:

Fernanda disse...

Grande Arnaldo Jabor!!!Sábia realidade!! Que a consciência se expanda para todas as pessoas do universo, por um mundo melhor, e melhor em todos os sentidos!!! N só na alimentaçãoe no meio ambiente, mas como tb no exercício da compaixão!
E como sempre vc está de parabens lulu!
mil bjs flor!

Cadi disse...

Muito Bom! O texto está claro e o comentário do Arnaldo Jabor sem comentários!

Anônimo disse...

Parabens minha , ou melhor nossa futura, ministra do meio ambiente te amo , coisa mais linda.

Ecodea disse...

Adorei, obrigada por postar! Vc poderia colocar a fonte, pois gostaria de repassar! Obrigada!
bjs

Seriuskiller disse...

Penso que haja aminoácidos que não podem ser obtidos via vegetais, assim como algumas vitaminas, as lipossolúveis. Ou seja, acho que é mais dificel manter uma boa dieta sem a carne. Talvez a solução não seja cortar a carne, mas reduzir o seu consumo.